Para discutir e apresentar os avanços técnicos e as práticas de bem-estar animal na produção de ovos, a Embrapa Suínos e Aves promove um treinamento na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Realeza, no dia 2 de outubro. A mesma capacitação também será ofertada na cidade de Maringá, no dia 4 de outubro, em parceria com a Universidade Estadual de Maringá (UEM).

O treinamento é destinado a produtores, acadêmicos de graduação e pós-graduação e demais profissionais da área. As inscrições são gratuitas e deverão ser realizados no dia e local do evento, que será no Auditório do Hospital Veterinário Universitário da UFFS.

A programação inclui a posição do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento sobre a cadeia de produção de ovos e o bem-estar animal; apresentação das ações do Projeto BEA – Poedeiras da Embrapa; ética na produção de ovos visando o bem-estar das poedeiras; diretrizes nacionais: reflexões sobre o caminho a seguir; visão do produtor de ovos e da ABPA em relação ao bem-estar de poedeiras; as necessidades de adaptações na produção de ovos diante das demandas internacionais; auditoria em granjas comerciais de poedeiras com sistemas cage free, free range e caipira; e o posicionamento das ONGs diante das demandas do do/no cage.

A organização é dos pesquisadores Helenice Mazzuco e Paulo Giovanni Abreu, da Embrapa Suínos e Aves, e dos professores Alice Eiko Murakami, da UEM, Iran José Oliveira da Silva, da Universidade de São Paulo (Esalq/Nupea), e Antônio Carlos Pedroso e Antônio Marcos Myskiw, da UFFS.

Programação:
2 de outubro
Local: Auditório do Hospital Veterinário Universitário – UFFS – Campus Realeza

8h às 8h30: credenciamento dos participantes

8h30 às 9h: O Mapa e a posição do mesmo sobre acadeia de produção de ovos e o BEA – Liziè Pereira Buss (Mapa)

9h às 9h30: Apresentação das ações do Projeto BEA – Poedeiras – Helenice Mazzuco (Embrapa Suínos e Aves)

9h30 às 10h15: Ética na produção de ovos visando o bem-estar das poedeiras – Tatiana Carlesso dos Santos (UEM)

10h15 às 10h45: intervalo

10h45 às 11h30: Diretrizes nacionais: reflexões sobre o caminho a seguir – Carla Molento (UFPR)

11h30 às 13h30: intervalo para almoço

13h30 às 14h15: Visão do produtor de ovos em relação ao bem-estar de poedeiras – Roberto Flávio S. Pecoits (Gralha Azul Avícola)

14h15 às 15h: As necessidades de adaptações na produção de ovos frente às demandas internacionais, sugestões para curto, médio e longo prazo – Iran José Oliveira da Silva (USP/ESALQ/NUPEA)

15h às 15h45: auditoria em granjas comerciais de poedeiras com sistemas cage free, free range e caipira: uma experiência prática – Rosângela Poletto (IFRS)

15h45 às 16h15: intervalo

16h15 às 17h45: posicionamentos das ONGs frente as demandas do/no CAGE: expectativa para 5 anos – Lúcia Gomes (Mercy for Animals), Maria Fernanda Martin Guimarães (HSI – Humane Society International) e Patrycia Sato (Fórum Animal)

17h45 às 18h: encerramento

* Com Assessoria da Embrapa

FONTE: Assessoria UFFS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here